A Estória da Civilização: Elementos Morais – Casamento

“O casamento era uma parceria lucrativa, não uma devassidão privada; era uma maneira pela qual um homem e uma mulher, trabalhando juntos, poderiam ser mais prósperos do que se cada um trabalhasse sozinho. Onde quer que, na história da civilização, a mulher tenha deixado de ser um bem econômico no casamento, o casamento decaiu; e às vezes a civilização decaiu com ele.”
Will Durant, “Nossa Herança Oriental”, página 44.
(Uma família composta pelo pai, a mãe e seus filhos: uma instituição rara hoje.)

RESUMO: A civilização precisa da moral e do casamento, uma instituição que percorreu um longo caminho desde a nacionalização das mulheres e a poligamia predominantemente motivada pela propriedade, até a atual moda da monogamia romântica.

Continuar lendo

Anúncios

A Estória da Civilização: Elementos Políticos – A Família

“O casamento começou como uma forma da lei de propriedade, como uma parte da instituição da escravidão.”
Will Durant, “Nossa Herança Oriental”, página 26.
(Mulher chinesa expondo seus “pés de lótus”, prática comum de amarração — e deformação — dos pés das mulheres durante a China imperial, do século X ao XX. Diz a lenda que o objetivo era aumentar o status e a beleza das mulheres.)

SUMÁRIO: Mesmo após o advento do estado, a família continua sendo a unidade política básica da sociedade, mas a mulher, cuja posição fôra fundamental na família, torna-se cada vez mais subordinada ao homem à medida que a agricultura e a propriedade se desenvolvem.

Continuar lendo

A Antítese do Combate: “É Meu”

“É meu”.
(por elijah)

As “crianças” do outro lado do vale teriam ficado muito surpresas, mas acolhedoras. Décadas teriam se passado sem ninguém para se observar, conversar ou brincar. Elas ficariam felizes em dar chocolate às crianças da pradaria e deixá-las brincar com seus brinquedos. Elas também teriam ouvido falar sobre os diferentes tipos de brinquedos que as crianças de baixo teriam, e ficariam mais do que felizes em provar a carne que elas teriam trazido. O vale onde viviam era muito estreito para permitir a criação de gado e tudo o que tinham eram cabras e galinhas. Só então eles perceberiam como estavam fartos de carne de cabra. Eles se proporiam a fornecer mais chocolate se os garotos da pradaria lhes trouxessem mais carne, e um acordo seria feito alegremente. Mas algo estranho aconteceria quando as crianças da pradaria pedissem por brinquedos em troca de ainda mais carne. As crianças da montanha não iriam aceitar trocar seus brinquedos.

Continuar lendo

A Estória da Civilização: Elementos Econômicos – Organização Econômica

Foi uma grande evolução moral quando o homem parou de matar ou comer seu próximo e passou apenas a escravizá-lo…
Will Durant, “Nossa Herança Oriental”, página 20.
(Um escravo de Louisiana ou Mississipi, 1863: apesar da escravidão no Brasil “ter acabado” ainda mais tarde que nos EUA, não encontro fotos de domínio público. Por que será?)

SUMÁRIO: A agricultura levou à propriedade, à desigualdade, à escravidão, à indústria, à luta de classes, ao Estado; ou seja, à “civilização”.

Continuar lendo