O Livro Recursivo

O livro recursivo.
(“Como Ler Um Livro“, captura de tela da Amazon / Dessaturado do original)

Este post reproduz minha resenha do livro “Como ler um livro: o guia clássico da leitura inteligente“, de Mortimer J. Adler e Dr. Charles Van Doren, publicado há algum tempo na Amazon. É o livro recursivo que eu mencionei em um post anterior chamado Mestres Por Toda Parte.

Continuar lendo

Lembrar De Tudo

Lembrar de tudo.
(“Giordano Bruno”, um dos pais da Arte da Memória, por Matteo Mignani / CC BY 2.0)

Uma vez eu brinquei com a ideia de que eu não apenas leria os Grandes Livros do Mundo Ocidental, mas memorizaria tudo. Claro, eu estava me entregando a sonhos impossíveis, mas isso me levou a um universo inteiro de pensamento (literalmente) que eu nunca sonhara existir: a Arte da Memória.

Continuar lendo

Mestres Por Toda Parte

Os Grandes Livros do Mundo Ocidental — “Mestres por toda parte”.

Sempre ouvi falar de Aristóteles, Platão, Dante, Spinoza e Kant, mas nunca pensei que pessoas “normais” devessem lê-los. Eles pertencem à História, e o que quer que eles tenham contribuído para a sociedade já está embutido em nossas vidas cotidianas, já tendo influenciado quem fez o que tinha que ser feito para criar a era tecnológica em que vivemos e a sociedade pseudo-civilizada e caótica em que vivemos. No que dizia respeito a mim, eu não tinha que estudar Pitágoras — tudo que eu precisava saber era como calcular a hipotenusa. Na verdade, tudo o que precisamos agora é pressionar o botão correto em uma calculadora ou usar o comando certo em qualquer linguagem de programação comum. Eu sempre fui um homem prático. Eu faço coisas. Eu não fico sentado em casa na minha poltrona absorto em pensamentos. Por que eu deveria ler esses livros arcanos e complexos? Além disso, eu sabia que não entenderia muito, mesmo se tentasse.

Continuar lendo