O Livro Esquecido da “Metafísica”

A “Metafísica” de Aristóteles começa dizendo que “Todos os homens desejam por natureza o saber”. Ele, claro, considerava como “homens” um grupo seleto de pessoas — os cidadãos gregos — não a maioria do povo grego formada por escravos — seres que se permitiram conquistar, seres inferiores — muitos menos os bárbaros não gregos. Talvez o problema seja justamente esse: a maioria de nós deve ser descendente dos escravos e, como disse Will Durant, deve ter sido a escravidão que nos preparou para o hábito da labuta. Se assim não fosse, talvez não vivêssemos trabalhando tanto e pensando tão pouco. Porque quando olho à minha volta, não vejo muitas pessoas interessados no saber. Na verdade, não vejo quase ninguém.

Continuar lendo