Carta a um Amigo: Sobre a Família

Meu amigo,

Eu nunca tive a chance de te dizer isso, mas eu o faço agora porque acho que você deveria ouvir. Eu pensei nisso por causa da minha mãe, que está morrendo em um hospital. Eu pensei nisso por causa da minha filha, que está começando sua vida. E eu lhe escrevo por causa de sua esposa e de seu filho — por sua causa. Eu lhe escrevo por causa de sua família.

Continuar lendo

A Estória da Civilização: Elementos Econômicos – Organização Econômica

Foi uma grande evolução moral quando o homem parou de matar ou comer seu próximo e passou apenas a escravizá-lo…
Will Durant, “Nossa Herança Oriental”, página 20.
(Um escravo de Louisiana ou Mississipi, 1863: apesar da escravidão no Brasil “ter acabado” ainda mais tarde que nos EUA, não encontro fotos de domínio público. Por que será?)

SUMÁRIO: A agricultura levou à propriedade, à desigualdade, à escravidão, à indústria, à luta de classes, ao Estado; ou seja, à “civilização”.

Continuar lendo

A Estória da Civilização: Elementos Econômicos – As Fundações da Indústria

“O homem, disse Franklin, é um ‘animal que usa ferramentas’.”
Will Durant, “Nossa Herança Oriental”, página 12.
(Um “lascador” de Irian Jaya, em Papua Ocidental, Nova Guiné: estudos sugerem que a habilidade desse tipo de produção de ferramentas de pedra é dominada por hominínios há cerca de 500 mil anos — e que isso indica a presença de algum tipo de linguagem já naquela época.)

SUMÁRIO: Começando com a descoberta do fogo, o homem passa a construir ferramentas e a produzir cada vez mais bens materiais e alimentícios, e, assim, aprimora suas condições de vida. Inicialmente, a melhora se dá pela utilização direta dos bens; posteriormente, pelo acúmulo de riquezas através da comercialização do excedente.

Continuar lendo

A Estória da Civilização: Elementos Econômicos – Da Caça para o Cultivo

No momento em que o homem passa a pensar no amanhã, ele sai do Jardim do Éden para o vale da ansiedade…
Will Durant, “Nossa Herança Oriental”, página 6.
(Ju/’hoansi “bushmen” na Namíbia: caçadores-coletores que, até hoje, vivem o momento e sobrevivem com quinze horas semanais de trabalho.)

SUMÁRIO: A descoberta da agricultura pelas mulheres tira o homem da caça ao prover um suprimento confiável de alimento, enquanto a domesticação dos animais aprimora sua vida — o homem aprende o conceito de tempo e, com isso, descobre a ansiedade e começa a ser humano.

Continuar lendo

A Grande História

Com uma grande história de 13,8 bilhões de anos, como se contentar com “meros” séculos?

Eu esbarrei no conceito de “Grande História” enquanto pensava por onde começar a estudar História (a “pequena” mesmo). Na verdade, eu já havia decidido por começar em 1789, seguindo o exemplo da famosa coleção de Eric Hobsbawm — e eu já havia comprado os quatro volumes. Achei que fazia sentido para alguém como eu que queria entender o presente e não me deleitar infinitamente com as idiossincrasias do passado. Admito que a ideia foi boa… mas impossível de colocar em prática — ao menos, para um megalomaníaco como eu.

Continuar lendo