O Combatente – #5

Ele escuta muitas coisas interessantes, mas, fugazes, elas se vão quase tão rápido quanto chegam; só a morte permanece. Nem mesmo os motivos das mortes, os nomes das guerras ou as datas aproximadas ficam. Nada além do puro e grotesco fato de tantas mortes. Agora, enquanto ele olha para o passado do conforto do futuro, o tempo se comprime, a realidade perde importância, e o absurdo parece pouco mais do que meras palavras, palavras que nem mesmo mais usam tinta e papel.

Continuar lendo

Anúncios

A Estória da Civilização: Elementos Morais – Casamento

“O casamento era uma parceria lucrativa, não uma devassidão privada; era uma maneira pela qual um homem e uma mulher, trabalhando juntos, poderiam ser mais prósperos do que se cada um trabalhasse sozinho. Onde quer que, na história da civilização, a mulher tenha deixado de ser um bem econômico no casamento, o casamento decaiu; e às vezes a civilização decaiu com ele.”
Will Durant, “Nossa Herança Oriental”, página 44.
(Uma família composta pelo pai, a mãe e seus filhos: uma instituição rara hoje.)

RESUMO: A civilização precisa da moral e do casamento, uma instituição que percorreu um longo caminho desde a nacionalização das mulheres e a poligamia predominantemente motivada pela propriedade, até a atual moda da monogamia romântica.

Continuar lendo

A Estória da Civilização: Elementos Políticos – A Família

“O casamento começou como uma forma da lei de propriedade, como uma parte da instituição da escravidão.”
Will Durant, “Nossa Herança Oriental”, página 26.
(Mulher chinesa expondo seus “pés de lótus”, prática comum de amarração — e deformação — dos pés das mulheres durante a China imperial, do século X ao XX. Diz a lenda que o objetivo era aumentar o status e a beleza das mulheres.)

SUMÁRIO: Mesmo após o advento do estado, a família continua sendo a unidade política básica da sociedade, mas a mulher, cuja posição fôra fundamental na família, torna-se cada vez mais subordinada ao homem à medida que a agricultura e a propriedade se desenvolvem.

Continuar lendo

A Estória da Civilização: Elementos Políticos – Lei

Quando a essa base natural de costumes uma sanção sobrenatural é adicionada pela religião, e os ditames dos ancestrais também são os desejos dos deuses, então os costumes se tornam mais fortes que a lei, e subtraem substancialmente da liberdade primitiva.
Will Durant, “Nossa Herança Oriental”, página 26.
(“A Execução de uma Judia Marroquina”, pintura de Alfred Dehodencq, 1860. Sol Hachuel, de 17 anos, foi decapitada pela falsa acusação de apostasia, ou seja, a renúncia de sua religião anterior. Treze países, ainda hoje, aplicam a pena de morte para tal “crime”. Sim, estamos em 2019.)

SUMÁRIO: No início, as leis eram os costumes, e o homem não possuía direitos individuais, mas com a propriedade, o casamento e o governo, as leis evoluíram, e o indivíduo surgiu.

Continuar lendo

A Estória da Civilização: Elementos Políticos – Origens do Governo e do Estado

Sociedades são governadas por dois poderes: a palavra quando em paz, a espada quando em crise; a força só é usada quando o adestramento falha.
Will Durant, “Nossa Herança Oriental”, página 22.
(Estudante acena com bandeira na Praça Tiananmen, em Pequim, China, 1989. Tal “violento” protesto gerou represália do governo de Deng Xiaoping: estima-se que mais de 10,000 pessoas tenham sido mortas.)

SUMÁRIO: O homem só se associa a outros por interesse próprio; foi a guerra que estimulou um nível de organização suficiente para a centralização do poder em um governo. O estado é resultado da conquista pela força, da substituição dos laços de parentesco pela dominação, mas só se mantém pelo adestramento do homem, que se permite adestrar — pela família, igreja e escola — para satisfazer seus interesses.

Continuar lendo

A Estória da Civilização: Elementos Econômicos – Organização Econômica

Foi uma grande evolução moral quando o homem parou de matar ou comer seu próximo e passou apenas a escravizá-lo…
Will Durant, “Nossa Herança Oriental”, página 20.
(Um escravo de Louisiana ou Mississipi, 1863: apesar da escravidão no Brasil “ter acabado” ainda mais tarde que nos EUA, não encontro fotos de domínio público. Por que será?)

SUMÁRIO: A agricultura levou à propriedade, à desigualdade, à escravidão, à indústria, à luta de classes, ao Estado; ou seja, à “civilização”.

Continuar lendo

A Estória da Civilização: Elementos Econômicos – As Fundações da Indústria

“O homem, disse Franklin, é um ‘animal que usa ferramentas’.”
Will Durant, “Nossa Herança Oriental”, página 12.
(Um “lascador” de Irian Jaya, em Papua Ocidental, Nova Guiné: estudos sugerem que a habilidade desse tipo de produção de ferramentas de pedra é dominada por hominínios há cerca de 500 mil anos — e que isso indica a presença de algum tipo de linguagem já naquela época.)

SUMÁRIO: Começando com a descoberta do fogo, o homem passa a construir ferramentas e a produzir cada vez mais bens materiais e alimentícios, e, assim, aprimora suas condições de vida. Inicialmente, a melhora se dá pela utilização direta dos bens; posteriormente, pelo acúmulo de riquezas através da comercialização do excedente.

Continuar lendo

A Estória da Civilização: Elementos Econômicos – Da Caça para o Cultivo

No momento em que o homem passa a pensar no amanhã, ele sai do Jardim do Éden para o vale da ansiedade…
Will Durant, “Nossa Herança Oriental”, página 6.
(Ju/’hoansi “bushmen” na Namíbia: caçadores-coletores que, até hoje, vivem o momento e sobrevivem com quinze horas semanais de trabalho.)

SUMÁRIO: A descoberta da agricultura pelas mulheres tira o homem da caça ao prover um suprimento confiável de alimento, enquanto a domesticação dos animais aprimora sua vida — o homem aprende o conceito de tempo e, com isso, descobre a ansiedade e começa a ser humano.

Continuar lendo

A Estória da Civilização: As Condições da Civilização

Ou o demônio do terremoto, sob cuja permissão nós construímos nossas cidades, pode encolher seus ombros e nos consumir com indiferença.
Will Durant, “Nossa Herança Oriental”, página 1.
(Port-au-Prince, Haiti, logo após o terremoto de 2010, que matou mais de 160,000 pessoas.)

SUMÁRIO: Toda civilização possui elementos econômicos, políticos, morais e sociais, e depende de condições geológicas e geográficas para sua existência. Mas o que preserva a civilização é a sua transmissão às nossas crianças — e a técnica de tal transmissão é a educação.

Continuar lendo

A Estória da Civilização: O Projeto

…que esses volumes possam ajudar algumas das nossas crianças a entender e apreciar as infinitas riquezas de sua herança.
Will e Ariel Durant, “A Estória da Civilização – Volume 1”, Prefácio, página X.

Eu “conheci” Will Durant quando procurava um livro que apresentasse a história da filosofia de forma concisa e não muito complicada. Seu primeiro livro (e grande best-seller), “A Estória da Filosofia“, me proporcionou exatamente isso. O fato de eu tê-lo “lido” a partir de um audiobook magistralmente narrado por Grover Gardner aumentou ainda mais meu entusiasmo. Tanto é que foi buscando outras narrações de Grover Gardner— e não livros de Will Durant — que me deparei com sua “A Estória da Civilização”, e fiquei simplesmente pasmo.

Continuar lendo