Estórias de Origem

Estórias de origem preservaram e transmitiram a herança cultural dos povos durante milênios. Como agradecimento, hoje as digitalizamos… e as esquecemos.
(Uma mulher em pé e contando uma estória, enquanto a plateia senta à sua volta. Cairo, 1911. Fonte original: Douglas Sladen; CC-BY-2.5)

David Christian, principal expoente da “Grande História”, consegue contar uma “estória de origem” do universo com míseros oito limiares baseados em um único critério. Esse critério é retirado da Física e não da História: é chamado complexidade.

A segunda lei da termodinâmica diz que a tendência do universo é aumentar sua entropia — o grau de desordem de um sistema — até que tudo vire um caos absoluto de partículas e energia amorfa. A relevância da complexidade está justamente aí: em teoria, o nível de estruturação do universo — sua ordem — deveria diminuir até que todas suas estruturas se dissolvessem. Mas o que vemos é ele aumentar! O problema é que ordem demanda energia e gera fragilidade. Basta pensarmos em como ordenamos o ambiente e quais suas consequências para que entendamos o que significa ir contra a entropia.

Os oito limiares são:

  1. Big Bang: origem de algo a partir do nada;
  2. Estrelas: gigantes aglomerações de partículas formam-se a partir do caos, e produzem energia própria;
  3. Novos elementos químicos: estrelas fabricam em seu interior todos os elementos da tabela periódica, dispersando-os por todo o universo após morrerem como super-novas;
  4. Planetas e sistemas solares: as moléculas formadas pelos novos átomos se unem para formar luas, planetas e sistemas solares;
  5. Vida: certos planetas como a Terra provêm as condições para que moléculas tornem-se células vivas;
  6. Homem: células evoluem para gerar organismos pluricelulares cada vez mais complexos até o ser humano surgir, e com ele a capacidade de aprendizado coletivo;
  7. Agricultura: novas tecnologias permitem excedentes de produção que vão gerar um efeito cascata de inovações na direção de civilizações cada vez mais avançadas;
  8. Revolução Industrial: a revolução que começa com a queima de combustíveis fósseis gera uma aceleração tal que o homem passa a dominar completamente o planeta.

Simplificar 13,8 bilhões de anos em apenas oito limiares deixa de fora muito mais do que coloca dentro. Mesmo assim, a possibilidade de ter na palma da mão uma “pequena estória de nossa grande história”, a qual podemos contar a nossos filhos na paz de nossos lares, é muito mais importante do que parece à primeira vista: essa estória de origem talvez seja a única coisa que todos nós temos em comum.

David Christian e seus pares são fascinados pela ideia de uma estória de origem moderna que mostre de onde viemos e quem somos, e nos ajude a entender para onde iremos. Eles argumentam que estórias de origem vêm sendo usadas há milênios para manter vivas as heranças culturais dos povos, talvez até mesmo da própria espécie humana desde que habitava cavernas.

Hoje, paradoxalmente, quando dispomos de tanta informação sobre nosso passado e nosso universo, ficamos tão focados no aqui e agora que mal sabemos a história de nossos pais, quiçá a de nossa raça ou de nosso planeta. Não é à toa que quando estamos sozinhos, sem digitar em redes sociais ou semi-entretidos em conversas triviais, o silêncio nos desagrada — ele nos faz buscar algo dentro de nós mesmos, e percebemos que não há quase nada lá.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s